2007_11_bartok_27

Concerto Projeto Bartók Mikrokosmos

O concerto prestou homenagem a Béla Bartok, um dos maiores compositores do século 20, trazendo em seu programa peças da obra Mikrokosmos.

O conjunto de 153 miniaturas organizadas em seis volumes do compositor húngaro Béla Bártok (1881-1945), intitulado Mikrokosmos, foi composto entre os anos de 1926 e 1937. Trata-se de uma obra didática progressiva para o aprendizado do piano que se tornou uma obra de referência utilizada no mundo inteiro. Uma análise um pouco mais cuidadosa nos revela uma reunião de obras-primas, nas quais o compositor lança mão de grande parte dos elementos que constituem a linguagem da música do século XX, associando-os com a sonoridade do folclore de sua terra natal. Se pensarmos na oposição entre macrocosmos e microcosmos tal qual ela aparece na antiguidade clássica e no pensamento medieval, poderíamos dizer que essa obra é uma espécie de microcosmo das diversas técnicas composicionais do século XX, tanto que idéias como politonalidade, modalidade e atonalismo coexistem nessas páginas de Bártok.

Desta maneira, a oportunidade ímpar de trazer ao grande público de Curitiba a integral desta obra é mais que uma simples demonstração dos progressos de uma classe de piano, é antes uma forma de fazer-se ouvir um universo sonoro rico em impressões, musicalidade e história.

O núcleo de piano da Paidéia Escola de Musica sob a coordenação da Professora Vera Di Domenico, que criou este projeto, visou à execução integral desta importante obra do séc, XX. Com a participação de 22 alunos da classe de piano e 14 pianistas profissionais. Esta foi a segunda vez que a Integral do Mikrokosmos de Bártok foi executada em Curitiba, sendo que a primeira vez foi exatamente com alunos da Profª. Vera, um deles a hoje Profª. Cristiane Alexandre, diretora fundadora da Paidéia Escola de Música.

O que tornou o projeto particularmente interessante foi o fato de ser constituído por alunos de faixas etárias bastante distintas, demonstrando que a qualidade do repertório e da performance pode ser excelente em qualquer nível que os alunos estejam.

A Embaixada da República da Hungria em Brasília, o Teatro da Unicenp, e a Gráfica Infante apoiaram o projeto.