2013_opera_o_beco_papo_coral_12

O Beco, Arranjo Operístico em um Ato

Agraciado pelo Edital Ópera Ilustrada, com o apoio do Fundo Municipal da Cultura, a produção artística e regência de coro de Cristiane Alexandre e a direção cênica do renomado Carlos Harmuch, professor da SCHOLA CANTORUM (Basel – Suiça), “O Beco – um arranjo operístico em um ato” foi apresentado em Dezembro de 2013 no Espaço Cultural Capela Santa Maria, em homenagem aos cem anos de nascimento do compositor inglês Benjamin Britten.

Trata-se de uma colagem de cenas de óperas consagradas, que exigem a participação de coro infantojuvenil em uma releitura contemporânea e brasileira. Dentre as cenas selecionadas estão A Flauta Mágica e Bastien & Bastienne (Mozart), Sonho de Uma Noite de Verão (Britten), Carmen (Bizet), Macbeth (Verdi), Carmem (Bizet), L’enfant et les sortilèges (Ravel), Turandot e La Bohème (Puccini) entre outras.

Inteiramente legendado, o espetáculo é interpretado pelo Papo Coral e conta com solos dos convidados Kalinka Damiani (soprano) e do barítono Claudio de Biaggi. Na direção musical um ícone da ópera no Brasil, o pianista Joaquim Paulo do Espírito Santo acompanhado pelas musicistas curitibanas, a violinista Maria Ester Brandão, a violoncelista Maria Alice Brandão e a flautista Zélia Brandão.

Nos figurinos de Gustavo Krelling, personalidades da cultura popular brasileira como Chacrinha e a seleção canarinho contracenam com personagens clássicos do teatro e da literatura europeia, como William Shakespeare, tendo os graffiti de Luiza Brandão Urban ao fundo.

Provocando um encontro agradável no palco entre passado, presente e futuro, o ”Beco” é um espetáculo para todas as idades e traz ao público maravilhas da música. Uma síntese do que as crianças, jovens e adultos podem aprender com aquilo que passou para reinventar um futuro sempre mais colorido, brasileiro e criativo.