Daniel Vargas

é compositor, violonista e guitarrista. Em 2010, começou suas atividades como compositor e foi três vezes contemplado no Prêmio Nacional de Composição Clássica da FUNARTE, pela primeira vez em 2012 e duplamente premiado em 2014. Em 2017, concluiu o mestrado em Composição na ArtEZ University, na Holanda, aonde estudou composição com Alex Manassen e Wilbert Bulsink.. Foi premiado com a Holland Scholarship do Ministério Holandês da Educação, Ciência e Cultura e com a ArtEZ Scholarship. Em 2014, terminou seu bacharelado em violão na EMBAP, onde estudou com Orlando Fraga. Desde os 19 anos, Vargas vem se especializando em música contemporânea e no seu repertório há obras de Artur Kampela, Brian Ferneyhough, Luciano Berio, Lelo Nazário, Pauxy Nunes, estudou violão com Fábio Adour e guitarra elétrica com Clécio Eduardo. Apresentou-se no Brasil e na Holanda em eventos como: Festival Internacional de Violão de Belo Horizonte, tocando com Arthur Kampela, Bienal Internacional de Música Nova de Curitiba (2014), XX Bienal de Música Contemporânea do Rio de Janeiro (2013-15), Splendor Theater, em Amsterdam (2017), ArtEz Conservatorium, na Holanda (2015 a 17). Vargas lecionou palestras na UFRJ, UFPR e UNESPAR sobre técnicas estendidas, ritmos complexos e processos de TransCriação em Guimarães Rosa. Além disso, ele é um músico de música popular brasileira como o Samba e a Bossa Nova. Desenvolveu três programas de pesquisa científica em artes, financiado pelo governo brasileiro. Sua pesquisa foi sobre ritmos complexos, técnicas estendidas e TransCriação em Guimarães Rosa. Tem artigo publicado na UFMG – “A Complexidade Rítmica no Estudo de Percussão II de Arthur Kampela ”.